Os povos e a cultura andina no Chile – Os Mapuches

Assim como em outros países da América do Sul, o Chile tem fortes raízes com os povos e culturas pré-colombianas (anteriores à chegada dos europeus), como os Aymara, os Rapa Nui da Ilha de Pascoa e os Mapuches. Todas essas culturas são muito representadas em estátuas, museus e artesanatos em diversas regiões e principalmente na capital, Santiago.

Atualmente, acredita-se existir uma população aproximada de um milhão de Mapuches, e 30% destes vivem na região de Santiago, o restante permanecem na região de Araucanía, local onde os povos Mapuches se desenvolveram. Existem atualmente algumas versões distintas sobre o surgimento do povo Mapuche, uma delas diz que surgiram séculos antes de Cristo na região da atual Argentina e aos poucos foram migrando e se espalhando no território centro-sul do Chile, outra versão diz que os Mapuches foram formados pela união de povos andinos, frente à chegada dos espanhóis e a necessidade de uma cooperação mutua para defender seus territórios e suas aldeias.

O nome Mapuche significa “Mapu” = terra e “che” = gente, ou seja, gente da terra. Outra denominação dada aos Mapuches é Araucanos, o qual não há confirmação de origem, podendo ter surgido dos espanhóis ou dos Incas, mas essa denominação não é muito bem aceita.

Os Mapuche, durante a invasão e colonização espanhola resistiram e lutaram incansavelmente contra os invasores, e acabaram por conseguir um feito único entre os povos pré-colombianos, conseguindo que os espanhóis, depois de muita guerra e muitas baixas, concedessem a região de Araucanía aos Mapuches e firmassem um armistício. No entanto ainda hoje os Mapuches lutam por direito perpetuo as terras, e diversas batalhas no campo político e civil tem se travado, inclusive, já ocorreu morte de manifestantes por lutarem pela continuidade de seu povo, sua cultura e suas terras.

Seguro viagem america do sul 320x50

Onde encontrar referências aos povos andinos no Chile?

Museu Precolombino de Santiago

O melhor local para começar a listar as diversas referencias dos povos pré-colombianos espalhadas pelo Chile é o museu precolombino de Santiago, que conta com um acervo incrível de objetos de cerâmica, tecidos, esculturas, armas, utensílios agrícolas entre tantos outros pertences Mapuches assim como de outros povos e civilizações existentes na América do Sul antes da chegada dos europeus.

O museu conta ainda conta um aplicativo, que serve como áudio guia, e pode ser baixado gratuitamente pela internet (aplicativo: museo precolombino). Todas as áreas do museu contam com wi-Fi aberto, é só baixar o aplicativo no celular, abri-lo e posicionar a lente do aparelho nos códigos que estão fixados na exposição e pronto, o áudio guia pode ser baixado em inglês, francês, português ou espanhol.

Valor: 4500 pesos
Horários: terça a domingo das 10:00 às 18:00
Endereço: Bandera 361, Santiago, Chile
Site: www.precolombino.cl

Museu Fonck

O museu Fonck está localizado na cidade de Viña del mar, a menos de duas horas de Santiago. Logo na frente do prédio está uma estátua Moai, da cultura Rapa Nui, trazida da Ilha de Pascoa. O museu é pequeno, no entanto tem um bom acervo da cultura e dos povos que viveram no Chile, o destaque nesse museu é a múmia encontrada no deserto, que fica exposta junto com outros pertences das culturas andinas. O museu conta ainda com uma área de exposição de animais empalhados, que vão desde borboletas até pumas.

Valor: 2500 pesos
Horários: segunda: 10:00 às 14:00 e das 15:00 às 18:00hrs – Terça a sábado 10:00 às 18:00hrs – Domingos e feriados 10:00 às 14:00hrs.
Endereço: 4 Norte, 784 – Viña del Mar
Site:  www.museofonck.cl

Museu de História Natural

O destaque para o Museu de História Natural é a réplica de uma múmia de uma criança encontrada em El Plomo na Cordilheira dos Andes, que foi preservada graças a baixa temperatura e altitude. Segundo detalhes do museu, a múmia verdadeira encontra-se em uma câmara frigorifica para ser preservada. Esse museu é bem interessante, pois apresenta o desenvolvimento geopolítico do Chile desde a criação do mundo até os dias atuais, de uma forma muito bem organizada e didática.

Valor: grátis
Horários: 10:00 às 17:30
Endereço: Parque Quinta Normal, Santiago
Site:

Viña Santa Cruz

Localizada na cidade de Santa Cruz, a menos de três horas de Santiago, a vinícola conta com uma espécie de museu, chamado Cerro Chaman, um espaço no alto de um morro que tem exposição das culturas Aymara, Rapa Nui e Mapuche. Os próprios vinhos dessa vinícola fazem referência a essas culturas.
Leia mais sobre Viña Santa Cruz

Valor: 19000 pesos (visita ao Cerro Chaman e a vinícola)
Horários: Necessita agendamento prévio
Endereço: Autoestrada Santa Cruz – Lolol
Site: www.vinasantacruz.cl

Artesanato indígena no Cerro Santa Lucia

O Cerro Santa Lucia, no centro de Santiago conta com uma pequena galeria de artesanato, produzido pelo povo Mapuche. São mascaras, chaveiros, instrumentos musicais, estatuas, folhas de coca, tecidos e roupas.

Cidade de Santiago

Por toda cidade de Santiago encontra-se referências aos povos andinos, principalmente aos Mapuches e Rapa Nui, são barraquinhas de artesanato, estatuas em locais públicos ou em hotéis, lojas que vendem roupas ou artigos relacionados, entre outras tantas coisas que se encontram pelas ruas e remetem a essas culturas.

Réplica das estatuas Moai da Ilha de Pascoa

Fontes:
www.historiacultural.com/2012/03/cultura-mapuche-araucano.html
www.youtube.com/watch?v=Uctt2zZ2ez0
www.edumontesanti.skyrock.com/2923406327-BREVE-HISTORIA-DO-POVO-MAPUCHE-CHILE.html

Seguro viagem america do sul 336x280

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.