Mina da Passagem, a maior mina de ouro aberta a visitação do mundo

A Mina da Passagem segundo os guias locais, é a maior mina de exploração de ouro aberta a visitação em todo o mundo, localizada a menos de vinte minutos do centro histórico de Ouro Preto e no caminho para quem está indo visitar a cidade de Mariana, ela guarda segredos e mistérios que encantam a todos.

A exploração do minério já está extinta há muito tempo no local, que atualmente é utilizada pelo turismo assim como outras minas da região. O destaque para Mina da Passagem são suas grandes galerias e sua estrutura turística.

Localizada a 120 m de profundidade, supõe-se ter extraído dali cerca de 35 toneladas de ouro por meio de trabalho escravo, trabalho esse que é perceptível em todas as minas abertas a visitação em Ouro Preto, e o que faz permear inúmeras lendas locais, como a dos meninos de couro por exemplo, em que crianças escravas eram usadas para abertura de túneis em busca de veios de ouro e que muitos dos que não voltaram a superfície ainda habitam as profundezas da mina.

Superstições a parte, a mina é muito interessante, o passeio começa com uma descida a 120 m de profundidade em um trolley (um carrinho de mineradores) igual ao usado no período de mineração e que corre sob trilhos, puxado por um cabo de aço ligado a um motor também dos tempos auríferos.

Essa parte do passeio causa um pouco de medo em alguns, já que o túnel é bem estreito,  até  encostamos a mão no teto ou nas paredes,  o som dos trilhos e o eco gerado parece um filme de terror. Mas na realidade não há motivo para medo, tudo parece ser bem seguro e não ficamos sabendo de nenhum acidente com os turistas.

Já no interior da mina um guia recebe o grupo e encaminha a primeira galeria, depois segue pelo túnel mostrando as marcas de exploração, contando sobre a história da mina e dos mineiros, também sobre o tipo de exploração, que diferente de outras minas, era feito industrialmente, com muito mais sofisticação que nas minas abertas manualmente.

Em um trecho existem galerias submersas, que segundo o guia são usadas principalmente por mergulhadores que desbravam as áreas mais profundas na mina.

A entrada dos visitantes não é permitida nessa área submersa para banhar-se, mas nós conseguimos uma autorização e eu acabei entrando pra ver, a água é incrivelmente cristalina e translúcida, mas é igualmente gelada, mais ou menos  10ºC, e como não havia me preparado fiquei todo molhado andando pela mina que deveria estar com temperatura ambiente de uns 15ºC, o suficiente para ficar tremendo de frio.

A Mina da Passagem fica aberta para visitação às segunda e terças, das 9h às 17h e de quarta à domingo, das 9h às 17:30h. No local ainda exite um museu com objetos da mina, uma loja de artesanato e um restaurante. A entrada custa uma leve facada de R$68,00 inteira ou se for estudante ou professor R$40,00, já crianças menores de 12 anos pagam meia entrada.

Como chegar

Carro: Siga sentido Mariana, um pouco antes de chegar na cidade existem várias placas indicando o local. Aproveite para ir até Mariana conhecer a cidade e na volta pare na Mina da Passagem, só não esqueça o horário de visitação que vai até 17h ou 17:30h, dependendo do dia da semana.

Transporte público: Tanto de Ouro Preto como de Mariana tem ônibus passando em frente à entrada da Mina da Passagem, basta avisar ao motorista que vai descer no local.


Gostou do post?

Então deixe seu “like” no final da página e compartilhe com seus amigos nas redes sociais, é só clicar no botão da rede que preferir.

 

Se ficou alguma dúvida deixe nos comentários, responderemos com maior prazer.


Veja mais fotos de Mariana clicando aqui ou em nosso Instagram @clicsdeviagens


Se quiser encontrar opções excelentes de hospedagem em Mariana clique aqui ou clique aqui para encontrar opções em Ouro Preto e veja os diversos hotéis do Booking.com, você não paga nada mais por reservar seu hotel pelo nosso link e ainda ajuda o Clics de Viagens a se manter ativo, além do mais suas pesquisas são direcionadas ao site do Booking.com e toda reserva é realizada por lá.


Outros Posts que você poderá gostar

Onde se hospedar em Ouro Preto?

Roteiro de três dias em Capitólio

Roteiro de final de semana – Águas de Lindoia, Monte Sião e Bueno Brandão

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.